0
  Sistema   Email

Historia

Alberto Stenzowski foi o pioneiro deste bairro. Veio aos 14 anos da Europa, residindo primeiro em Contenda e Thomaz Coelho. Aqui no bairro se
estabeleceu com um armazém que chamou Novo Mundo, onde eram vendidos secos e molhados, junto a uma pousada. O pátio ficava cheio de
carroças e cavalos, durante o pernoite dos colonos e tropeiros. Em 1908, Stenzowski arrendou o armazém para o espanhol Joaquim Font, que
trabalhava com ferragens e erva-mate (da família Leão), e voltou para Contenda. De volta a Curitiba, já amigo de Font, resolveu deixá-lo com o ponto
do armazém Novo Mundo, mas abriu outro em frente, chamando-o de Velho Mundo. A concorrência foi benéfica pois trouxe progresso à região.
Todos os antigos moradores viviam do comércio: os Kowalski, seleiros, os Dudeck, alfaiates, Krachinski, fabricava palhas, Durval Ferreira fabricava
balas, Araújo tinha uma Farmácia, e os Klemtz uma olaria, entre outros como: os Gomes, Schier, Biscaia, Isfer, Zaleski. O armazém Novo Mundo
ficava no lugar do atual Largo Novo Mundo, mas foi demolido para ampliação da rua.

Mossunguê (Ecoville)

Mercês

Lindóia

Lamenha Pequena

Juvevê

Jardim Social

Jardim das Américas

Jardim Botânico

Hugo Lange

Hauer

Guaíra

Guabirotuba

Open chat