Sistema

Instalação e Inspeção de Alarmes de Incêndio

Instalação e Inspeção  de Sistema de Alarme de Incêndio

Existe uma grande preocupação, principalmente em relação a locais fechados e frequentados por muita gente, com o perigo de incêndio.

Diversas são as técnicas empregadas pela eletrônica para detectar incêndios, algumas bastante sofisticadas, mas a maioria dos técnicos não as conhece.

A instalação de sistemas de alarmes de incêndio ou mesmo sua fabricação e comercialização pode, portanto consistir numa excelente fonte de lucro para os técnicos.

A presença do fogo aparentemente é fácil de detectar por meios eletrônicos, pois basta ter sensores de luz e calor.

No entanto, a detecção de um foco de incêndio pode ser um pouco mais complicada pois luz e calor podem ser gerados mesmo sem a existência de um foco de incêndio.

Ninguém desejaria que um cliente importante num escritório fosse atingido por um jato de água com todo o alarme tocando quando acendesse seu cigarro ou soltasse uma baforada mais intensa!

Assim, os sistemas de detecção de chamas, calor ou fumaça que possam significar um princípio de incêndio não só devem ser instalados de modo a evitar acionamento errático como também dar cobertura total ao local sem o perigo de acionamento indevido.

Diversas são as técnicas usadas pela eletrônica na detecção de princípio de incêndios, todas baseadas nas suas três principais manifestações: calor, luz e fumaça.

  • DETECTORES DE FUMAÇA (Diz um velho provérbio que “Onde há fumaça, há fogo!” de modo que a detecção de focos de incêndio pode, em princípio ser feita pela detecção de fumaça)
  • DETECTORES DE CALOR (O sistema mecânico faz uso de bimetais, ou seja, lâminas de dois metais com coeficientes de dilatação diferentes que são prensadas)
  • DETECÇÃO DE CHAMAS (Uma chama é uma fonte de luz com características diferenciadas que facilitam sua detecção. Diferentemente de uma lâmpada comum, uma chama tremula e as variações da luz resultantes podem facilitar no projeto dos sistemas de detecção.)

Os sistemas de proteção de incêndio são um fator essencial na redução de perdas potencialmente elevadas, causadas por incêndios em qualquer propriedade.

Evidências estatísticas da supressão de fogo por equipamentos de proteção contra incêndios, adequadamente projetados e mantidos, têm comprovado a eficácia desses sistemas.

Infelizmente, perdas causadas por grandes  incêndios não controlados decorrentes do mau funcionamento de equipamentos de proteção continuam a ocorrer, em virtude de inspeções e testes insuficientes.

Outros Serviços